domingo, 26 de novembro de 2017

Demérito!

"O principal ponto positivo destes dois anos de governação foi a redução do défice público, contra todas as expectativas, incluindo as minhas, reconheço. A manutenção da estabilidade política da Geringonça exigia uma quadratura do círculo que António Costa e Mário Centeno conseguiram manter, à custa de más opções económicas e orçamentais e de uma conjuntura absolutamente favorável, externa e do turismo, que disfarça muita coisa e esconde outro tanto."

~ António Costa, no Eco

Não acho defensável que se continue a falar na redução de défice como um mérito de governação quando, neste momento, sabemos que esta foi conseguida à custa de cativações e de redução da despesa em áreas como: equipamento médico, protecção civil, alimentação em escolas e prisões, etc. O argumento do mérito tem de ser inválido porque, se não o é, então estamos a dizer ao governo que continue a cortar em todas estas áreas porque esses cortes são um ponto positivo. Note-se que não estamos a falar de gorduras, estamos a falar em serviços essenciais, que o governo achou por bem descurar.

Ninguém corta as pernas para perder peso; se alguém o fizesse, não seria elogios que receberia, mas um atestado de loucura.

3 comentários:

  1. Seguindo a tua linha de pensamento e as previsões da OECDE em que até 2019, vamos ter crescimento de 2% e défice quase nulo, nem quero pensar quantos vão morrer à fome nas prisões e nas escolas, quantos funcionários públicos vão deixar de ser tratados por falta de equipamento médico e quanta será a área ardida para o ano. O que vale é que a OECDE não tem acertado muito nas suas previsões senão.... ui

    ResponderEliminar
  2. Seguindo a tua linha de pensamento e a de que o OECDE prevê até 2019, crescimento de 2% e defice quase nulo, vão morrer à fome muitos presos e alunos nas escolas, funcionários públicos não vão ser tratados por falta de equipamento médico e a área ardida será mais do que muita.... ui

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hendrik, não percebi a tua "linha de pensamento".

      Eliminar

Não são permitidos comentários anónimos.