domingo, 12 de julho de 2015

A silly season ataca de novo...

Ontem e hoje, o que se tem discutido em Portugal é se a esposa do nosso Primeiro Ministro usou o seu cancro como manobra política. Eu fico boquiaberta com a criatividade de certos portugueses para ideias imbecis; só não percebo como é que não a usam para coisas que dêem dinheiro ao país.

Quando conversava com um amigo sobre o caso de Laura Ferreira, ele mencionou a falta de equidade no tratamento de tragédias. A esposa do Primeiro Ministro de um partido de direita aparecer em público sem uma peruca é aproveitamento eleitoral; a queda da esposa do fundador de um partido de esquerda e antigo Presidente da República, já é uma tragédia nacional. Agora vocês dizem-me que não são coisas comparáveis porque Maria Barroso infelizmente faleceu; a Laura Ferreira ainda está viva. E depois, não se escolhe cair, mas escolhe-se sair à rua sem peruca. E eu retorquirei com dois argumentos:

  • O primeiro não é meu; é da minha mãe. Dizia-me ela: "o único requisito para morrer é estar vivo." E digo-vos eu: respeitem as vítimas de cancro; têm coisas muito mais importantes para tratar do que lidar com argumentos idiotas. Já não basta ter de ser envenenada para combater o cancro, também tem de sofrer o calor de usar peruca em pleno verão ou então não pode sair de casa.
  • O segundo é que, entre a data da queda de Maria Barroso e a da sua morte, passaram alguns dias e ninguém sugeriu que a sua tragédia dava jeito ao PS em véspera de eleições.
Nesta altura, vocês já estão a chamar-me todos os nomes maus que vos vêm à cabeça por sequer sugerir a ideia; eu acho bem, sabem porquê? Porque eu também já chamei esses nomes todos a quem insiste que as mulheres que fazem quimioterapia devem sair à rua de peruca, especialmente se o seu marido está prestes a participar numa eleição. Estão a ver como é fácil reconhecer ideias estúpidas...

E, já agora, quem se incomoda de ver mulheres sem cabelo durante tratamentos de quimioterapia devia ter o mesmo descontentamento para com os homens que perdem o cabelo quando fazem quimioterapia. Ou será que um homem careca já é sexy e não incomoda ninguém?

6 comentários:

  1. Que eloquência Rita. Que resposta! Nada mais há a dizer sobre isto. espero que o tópico fique encerrado.

    ResponderEliminar
  2. O António Araújo é que não perdoa a essa gente:
    http://malomil.blogspot.pt/2015/07/besta-quadrada.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, eu até chorei a ver os tweets. É muita falta de humanidade...

      Eliminar

Não são permitidos comentários anónimos.