terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Uma ousadia

Maquiavel teve a ousadia de numa famosa passagem ensinar os homens «a não serem bons» - escusado será dizer que Maquiavel não disse nem pretendia dizer que se deve ensinar os homens a serem maus. Num mundo ideal, onde todos os homens fossem virtuosos, não existiria a necessidade de por vezes não podermos ser bons. Desgraçadamente, esse mundo não existe, e Maquiavel achava que devemos encarar e viver o mundo tal como ele é e não como gostaríamos que fosse.

Maquiavel viu com respeito, mas com apreensão ainda maior, o reflorescimento religioso do seu tempo. As novas ordens, a fim de evitar a destruição da religião, lutavam contra a «licenciosidade dos prelados e dos chefes da igreja». Todavia, ao ensinarem as pessoas a serem boas e não «a resistir ao mal» levavam a que «os governantes perversos podem fazer todo o mal que quiserem».

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.