domingo, 24 de dezembro de 2017

Feliz Natal

Gostaria de desejar aos nossos leitores um excelente Natal. Como prenda, e vou ser generosa e dá-la antecipadamente, deixo-vos uma receita de biscotti. Estes biscotti eram feitos pela minha amiga Libby, durante o Natal, para oferecer aos membros do nosso grupo de conversação de francês, quando eu vivia no Arkansas. Pela minha parte, eu fazia as broínhas de Natal da minha mãe, cuja receita já vos ofereci.

Os biscotti são deliciosos, talvez os melhores que alguma vez provei, e muito fáceis de fazer. Namorei a Libby vários anos para me dar a receita, mas ela recusava-se. Uma outra amiga explicou-me: a Libby costumava fazer uma outra receita, pizzelle -- uma bolacha italiana, que requer uma máquina especial --, que ela oferecia às pessoas pelo Natal. Uma vez partilhou a receita e, no Natal seguinte, aconteceu tanto ela como a pessoa com quem a partilhou levarem pizzelle para o mesmo evento. A partir daí ela começou a guardar as receitas com mais cuidado.

Eu mudei-me para o Tennessee no dia anterior ao Dia de Acção de Graças de 2013, mas antes de me mudar voltei a pedir a receita. Não tive sorte. Mas, nesse ano, a Libby enviou-me um cartão de Natal e lá dentro meteu um papel com a receita escrita à mão. Partilho-a agora convosco porque a probabilidade de vocês encontrarem a Libby e fazerem os biscotti dela é baixinha; mas, já sabem: se vierem aos EUA por volta do Natal e tiverem de levar uns doces para uma festa, estão proibidos de fazer estes. Só os podem fazer fora dos EUA porque a Libby já não está no Arkansas e viaja muito e pode haver um milagre de Natal e vocês irem à mesma festa. E não digam a ninguém que eu vos dei...

Biscotti Gourmet

Ingredientes para a massa:

  • 113 g de manteiga amolecida (esta é a quantidade de uma barra de manteiga nos EUA, i.e., 0,25 libras)
  • 150 g de açúcar
  • 1 colher de sopa de raspa de laranja
  • 1 colher de chá de essência de baunilha
  • 2 ovos grandes (ou 4 claras de ovo)
  • 260 g de farinha (um pouco mais não faz mal, se os ovos forem muito grandes)
  • 1,5 colheres de chá de fermento em pó

Ligar o forno para o aquecer à temperatura de 165 C, marca 3 em fornos a gás. Bater os quatro primeiro ingredientes até obter uma massa fofa; adicionar os ovos e bater até incorporar completamente. Adicionar a farinha e o fermento e trabalhar até a massa ficar moldável. Depois adicionar o seguinte:

  • 0,5 chávena de pepitas de chocolate branco picadas grosseiramente
  • 0,5 chávena de arandos secos (à falta destes, usem passas de uva, de preferência um tipo com mais acidez)
  • 1 chávena de pistáchios picados grosseiramente

Incorporar estes ingredientes secos na massa, até ficarem bem distribuídos e fazer uma bola. Partir a bola em duas partes iguais (eu costumo pesar a bola, dividir o peso ao meio e retirar metade da massa para a trabalhar). Com cada uma das partes formar um rolo um pouco achatado, com cerca de 30 cm de comprimento. Forrar um tabuleiro com papel vegetal e colocar ambos os rolos de massa sobre o papel, não muito próximos um do outro. Cozer no forno pré-aquecido durante 30 minutos.

Retirar o tabuleiro do forno, deixar arrefecer, e cortar cada rolo na diagonal em fatias com uma grossura de 2 cm (usem uma faca de lâmina serrada ou uma faca eléctrica; se usarem uma tábua de cozinha, não usem uma que tenha cheiro a cebola, acho, etc. ou tenham o cuidado de a forrar com um pano ou papel vegetal antes de a usar). Colocar as fatias deitadas no tabuleiro e voltar a cozer durante 15 minutos até ficarem um pouco douradas. Deixar arrefecer e guardar em recipiente hermético para não amolecerem.







Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.