domingo, 23 de setembro de 2018

Outono

Como é Outono e época de escola, estamos numa altura propícia à aprendizagem. É com prazer que verifico que, em Portugal, se valoriza a arte. Depois dos portugueses se tornarem especialistas em Miró, um surrealista espanhol, chegou a vez de se versarem em Robert Maplethorpe, americano, conhecido pela sua fotografia homoerótica. E ainda ficam a saber que há um sítio chamado Serralves, que tem uma vaga para Director Artístico, onde podem ir para serem instruídos em arte.

Sou completamente a favor deste esforço e gostaria de dar o meu contributo: sugiro o Man Ray, americano, que foi um pioneiro em fotografia, uma área em que obteve grande sucesso, mas também trabalhou em outros media. Tal como Miró pertenceu aos movimentos Surrealista e Dada. Se tiverem umas horas, podem ver algumas das peças dele online.

Por motivos de copyright, não me deixam publicar aqui fotos, mas o Man Ray tem uma série de fotos de 1929 da qual gosto muito -- há um Outono que deviam ver, mas também há um Inverno que não vos deixará descontentes; se sim, há sempre a Primavera, e o Verão. E, pronto, podem ver o Maplethorpe à vontade...

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.