sexta-feira, 12 de julho de 2019

Assunto quente

Neste momento, o assunto mais quente nos EUA é o caso do billionário Jeffrey Epstein, que é acusado de abuso sexual de menores. É difícil ouvir falar do assunto sem nos contorcermos com desconforto e parece que nem tudo se sabe, pois há questões acerca de como ele se tornou tão rico e também há ligações a pessoas bastante poderosas ou famosas, como Kevin Spacey, Bill Clinton, e Donald Trump.

O caso veio à baila devido a uma investigação do Miami Herald, que foi publicada em Novembro acerca de uma investigação das autoridades na Florida, em 2007, na sequência da qual as autoridades federais se preparavam para acusar Epstein, mas que não tinha sido levada a termo por ter sido negociado um acordo em termos muito favoráveis para Epstein.

Em 2003, a jornalista Vicky Carter, escreveu um exposé sobre Epstein para a Vanity Fair, que não chegou a ser publicado na sua versão original. Ontem, no Morning Edition, Carter falou da interferência de Epstein na publicação da peça e de os relatos das vítimas terem sido eliminados porque, em troca, Epstein ofereceu fotos para a publicação da peça.

Graydon Carter, o editor da Vanity Fair, em defesa própria disse que, na altura, não tinha confiança no trabalho de Carter. Fiquei muito chateada que tenha oferecido uma razão tão porca -- ela era incompetente --, quando sabemos hoje que a incompetência ou cobardia foi dele. Cá para mim, ainda acaba por se demitir um dia destes porque este não deve ter sido o seu único "lapso".

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.