quinta-feira, 11 de setembro de 2014

Estes versos parecem feitos a pensar na minha Ana Laura (AKA Lauríssima)

Olha a Laurinha lá vai toda destemida 
Diz que é crescida e que prescinde dos conselhos do pai
Olha ela, lá vai toda decidida 
Dona da vida nem duvida que é por ali que vai


Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.