domingo, 11 de outubro de 2015

Sonhos...

Esta noite tive um sonho muito estapafúrdio--esta palavra é tão gira, não é? Era assim: começou a tocar uma canção country na rádio, que eu achei gira, mas não sabia quem cantava aquilo, nem o nome. Então pegava no telefone e abria a app do Shazam para a identificar. Assim que a app abria, a canção desaparecia, e eu pensava "Mas porque é que tu não tens aquela outra app, que é melhor do que o Shazam?" Passados alguns momentos, aparecia novamente a canção na rádio, mas cantada por outro artista e a história repetia-se.

Isto aconteceu várias vezes, mas nunca descobri o nome da canção, nem sequer tentei fazer o download da outra app--esta parte faz-me sentir muito estúpida. E no sonho fui a vários estados, como se estivesse em viagem, mas não sei bem para onde é que eu ia. Acordei sem estas questões, tão prementes, devidamente resolvidas num quarto inundado de luz, depois das nove da manhã.

Já depois de acordada, achei aquilo tudo muito estranho porque não é normal lembrar-me dos meus sonhos. E de todos os tipos de música, tinha de ser country?!? Eu tenho apenas um álbum country na minha colecção, apesar de ter mais de 500 álbuns. E qual é ele, qual é? É o album das Dixie Chicks, "Taking the Long Road".

Pensei na minha canção preferida desse álbum, que alude à reacção de alguns americanos às criticas que Natalie Maines fez do Presidente Bush por causa da Guerra do Iraque. Concluí que o título define o que eu sinto: se os políticos portugueses espatifam o país outra vez, "I'm not ready to make nice..."

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.