quarta-feira, 3 de maio de 2017

Seguir e liderar

No fundo, o grande desafio de qualquer líder político é encontrar uma combinação feliz entre seguir e liderar. Se segue apenas as modas do momento, nunca passará de um simples cata-vento sem um pingo de credibilidade. Se se limita a liderar e a indicar o caminho, arrisca-se a ignorar as inquietações dos eleitores e dos militantes e, de caminho, a abrir as portas ao populismo. Não é fácil, nem está ao alcance de qualquer um. Porém, há uma qualidade que distingue todos os grandes políticos: não precisam de sondagens para avaliar o sentido da opinião pública. É uma coisa instintiva. Ou se tem ou não se tem.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.