sexta-feira, 29 de maio de 2015

Esperança

Vem pela rota do Coração.
Apanha-me na Esperança,
Oferece-me a tua mão.
Guia-me por horas a fio,
Com mão firme,
Voz de capitão.

Larga-me em Segurança
Com o mais doce dos adeus.
Pela noite dentro, desde Esperança,
Carregaste-me nos braços teus.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.