sexta-feira, 22 de maio de 2015

Queridos homens: mais um golpe contra vós...

O mundo é um sítio cruel... Então as senhoras vão falar com o rabi para ele tentar convencer os maridos a ficarem mais picantes na cama e o rabi, como acha que não consegue convencer os homens, decide dar às mulheres um substituto: um vibrador kosher! Não, eu não estou a inventar--está tudo no meu site preferido: a Bloomberg.
The rabbi is a self-described religious nationalist, meaning he’s devout but accepts most aspects of modern life, and that makes some ultra-Orthodox people, or haredim, as it’s referred to in Hebrew, skeptical of his authority. “Of course, I could find them rabbis, but these women come from serious haredi families, who aren’t going to listen to a religious nationalist,” says Alexander, sitting among fellow yarmulke-wearing patrons. “Instead, I offered to find her the right product that replaces the man.”

Ah, e a descrição do vibrador parece muito interessante e ainda por cima o rabi mora ao pé de uma adega! Se calhar eu devia meter isto na minha lista de Natal porque afinal Cristo era judeu e o vibrador deve passar "o teste de cheiro" de brinquedos permissíveis. E eu sou muito brincalhona...

The device, he explains in incrementally hushed volumes at a winery by his home in the Gush Etzion settlement, is a sex toy of rotating silicone.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.