terça-feira, 8 de setembro de 2015

Directivas da UE

De acordo com a perspectiva de Hans Rosling, a União Europeia (que, a propósito, faz o seu melhor para dar cabo do sector privado através de regulações e impostos) efectivamente faz o outsourcing da decisão de quem deve ser considerado refugiado às companhias aéreas. Realmente, uma das coisas que me intrigava era porque é que os EUA tinham asilados da Síria, mas não refugiados--os EUA consideram que os asilados são refugiados que se encontram dentro dos EUA ou num porto de entrada quando fazem o seu pedido, logo chegam de avião e não de barco.

Talvez a directiva da UE faça algum sentido, pois António Guterres informa-nos que os terroristas chegam à Europa de avião; já os refugiados de barco. O bilhete de barco parece que é €1000, de acordo com o vídeo; já um bilhete de avião fica um bocado mais em conta, se bem que, na Síria, já não deve haver aeroportos, nem aviões...

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.