segunda-feira, 15 de fevereiro de 2016

Conversas em família

As “conversas em família” de Marcelo Caetano fizeram escola. O Presidente do Conselho queria dar um ar de modernidade a um regime caduco. Entre 8 de janeiro de 1969 e 28 de março de 1974, na RTP, explicou ao bom povo as opções políticas do seu governo e as “ciclópicas tarefas” que o país tinha pela frente. António Costa lembrou-se agora de desenterrar essa relíquia do baú das memórias. E, como estamos em 2016, usou o Youtube e as redes sociais, para dar uns pozinhos de pós-modernidade. Já saíram os dois primeiros episódios desta série, mas vêm aí mais. Parece-me bem. Há realmente muito a explicar sobre o OE.
Na última edição das “conversas em família”, Marcelo Caetano apareceu com um tom azedo, como que a adivinhar o que lá vinha. Falta saber se António Costa tem melhor sorte e se não estamos perante mais um sinal de fim de regime.


Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.