sexta-feira, 22 de janeiro de 2021

Version 2.263

Parece que há em Portugal uma variante inglesa do coronavirus que apareceu no Natal, tipo menino Jesus ou fava do Bolo Rei. Não deve ter nada a ver com o bacanal que foi o verão e a abertura das fronteiras aos turistas ingleses. Mas, pronto, foi-se a Fátima encomendar o milagre que supostamente protegeu o país da desgraça em 2020. Como ainda não se foi à peregrinação de 2021, as coisas estão a ir para o torto. Proponho que, como parte da campanha presidencial, Marcelo Rebelo de Sousa rectifique a situação e se ponha a caminho -- de joelhos para ser mais sentido.

Estou curiosa para ver quantas pessoas irão votar no Domingo e se haverá muitas filas. Vai ser divertido ver muita gente a elogiar a democracia portuguesa nas celebrações do 25 de Abril, depois de se ter impedido milhares de pessoas de votar. Irá ficar na história como um ponto baixo da democracia portuguesa; mas será um pico de hipocrisia.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.