sábado, 30 de janeiro de 2021

Version 2.270

No museu Frist, em Nashville, vai abrir uma exposição de Picasso. Estou a planear ir, mas parece que os bilhetes estão a ser reservados muito depressa. Telefonei a uma amiga para ver se estava interessada e calhou o filho dela ter ido às urgências porque estava com palpitações. Ainda nem tem 30 anos, mas é claro que nas condições actuais, episódios destes são muito assustadores. Ainda hoje de manhã, numa reunião, um colega meu disse que o vizinho, um rapaz de 31 anos, com uma filha pequena, tinha morrido de Covid-19. Infelizemente, era uma pessoa obesa e isso deve ter complicado a sua situação.

Quando ouvi dizer que eram palpitações, pensei que a causa pudesse ser ansiedade, pois aconteceu-me uma situação parecida em Maio. Acertei no prognóstico: fizeram um electrocardiograma e não encontraram nada de mal, apenas aconselharam tomar Prilosec, que serve para controlar o refluxo de ácido do estômago. Quando a minha vizinha me contou, informei-a de que o governo americano tem uma app para gestão de stress e que se chama Covid Coach.

A app tem muita informação acerca de sugestões de como podemos gerir ansiedade e até tem ferramentas para podermos apontar o que sentimos no dia-a-dia, depois faz um cálculo do nosso nível de stress e dá-nos recomendações baseadas no resultado. Esta app foi-me apresentada nas sessões de aconselhamento psicológico durante o Verão. Normalmente, não é bem ansiedade o que sinto, é mais uma necessidade de controlar as coisas e de saber o que está para vir, mas naquela altura andava mesmo ansiosa.

O engraçado é que a minha vizinha está sempre a dizer como o governo americano é disfuncional e deperdiça muito dinheiro. Mais ou menos o que os meus amigos portugueses me dizem: os americanos, aquele povo que não faz nada de jeito, até elegeu o Trump, prova mais do que suficiente de que não presta. A minha vizinha perguntou como é que um governo disfucional não usa a app que criou? Era piada, mas eu aproveitei para lhe contar que em Portugal tinham aprovado a eutanásia hoje, numa altura em que o número de mortos por Covid-19 parece que anda pelas ruas da amargura. Ficou horrorizada...

Se estudarmos a estratégia do Partido Socialista, faz todo o sentido a aprovação agora: sempre que as coisas estão mal, os socialistas viram-se para uma causa de progresso social para dinamizar a claque de apoio. Talvez isto da eutanásia até seja bom, pois gastarem este trunfo agora pode indicar que estamos perto do fim do caos no sistema de saúde.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.