segunda-feira, 8 de março de 2021

Version 3.307

De manhã, acompanhei a minha vizinha que levou a mãe de 86 anos à vacina de Covid-19. Quando íamos a caminho, a farmácia do Walmart, onde era a consulta, telefonou para perguntar se a paciente já tinha levado uma vacina antes. Não tinha e o técnico da farmácia informou que a vacina de hoje ia ser a da Johnson & Johnson, que não requer uma segunda dose. Fiquei super-feliz que já estejam a dar essa vacina, pois é a que eu quero levar, logo espero que esteja disponível brevemente para o meu grupo de risco. 

Esperámos 15 minutos, depois da vacinação, para ver se havia alguma reacção adversa. O farmacista foi super-atencioso e muito cuidadoso. Como correu tudo bem, viemos embora após a espera, com a indicação de que não podia tomar Tylenol, ou acetaminofeno, durante pelo menos 6 horas para não interferir com a vacina. Daqui a duas semanas, a paciente deverá ter finalizado o processo de imunização ao vírus; até lá é para agir como se ainda não tivesse recebido a vacina.

A Administração Biden disse há dias que o plano era tentar arranjar vacinas suficientes para toda a gente até ao final de Maio, mas o NYT disse que ao ritmo a que está a decorrer a vacinação só para Setembro é que lá chegaremos. Vamos ver como é que se irão desenvencilhar, mas fiquei impressionada que a vacina da J&J tivesse entrado em circulação tão depressa após a aprovação. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.