sexta-feira, 19 de março de 2021

Version 3.318

Paris entrou em confinamento hoje, o que é bastante negativo: indica que a Europa está muito atrasada no controle da pandemia. As pessoas ainda não se adaptaram a viver com o vírus de forma a mitigar contágios e a evitar confinamentos. Os governos não investiram o suficiente na agilizacao do plano de vacinação. Mesmo do ponto de vista de estímulo da economia, tem sido muito fraco e prevê-se que o maior impacto na economia só se sentirá em 2022. 

Não me parece que as coisas vão correr bem e dada a força da retoma nos EUA e na China, o peso dos europeus no PIB mundial irá continuar a descer, como tem vindo a acontecer desde a crise da dívida soberana. Por outro lado, se a dívida pública era astronómica antes, agora ainda é mais. Em situações de crise, não vale a pena pensar em poupar e até é errado e também imoral, mas incomoda que o dinheiro do aumento da dívida não seja utilizado de forma a gerar mais crescimento; em vez disso, parece que se divide um bolo cada vez menor. 

Os EUA anunciaram que vão emprestar vacinas ao Canadá e ao México, ou seja, não estão grandemente preocupados com a Europa, logo não devem estar a planear normalizar a circulação de pessoas entre os dois continentes brevemente. 

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.