quinta-feira, 25 de junho de 2015

Objectifiquem-se os homens

No Sábado passado, fui ao Kafe Leopold, em Georgetown, com um dos meus melhores amigos, o I., que é gay. À saída, estávamos parados numa luz vermelha, no cruzamento da 33rd St. NW e M St. NW, à espera de virar à esquerda, quando o I. me diz "That guy has such cute legs. He should be wearing shorter shorts." Eu olho na direcção que ele aponta, mas vejo um homem alto de calções, com umas pernas fininhas--não fiquei impressionada. O I. corrige-me: "Not that one. You probably can't see the one I am talking about." Lá olho outra vez com mais cuidado, tentando encontrar o fulaninho por detrás de um poste e do homem de pernas fininhas.

Quando a luz fica verde e nós avançamos, vejo as pernas do rapaz em toda a sua "glória". Era um moço, que vestia uns calções até meio da perna de comprimento, e tinha as pernas bem feitas, mas depiladas. Eu disse ao I., horrorizada, "He shaves his legs!". Isso para mim é o beijo da morte.

Entretanto, o meu adorado I. já estava a baixar o vidro da janela e a assobiar ao moço. Eu digo " He's going to think that I'm the one whistling at him.", quer dizer, eu ia fazer figura de parva porque era óbvio, pela sua aparência e pela forma como se movimentava, que o moço não jogava na minha equipa. O I. responde-me: "Rita, we need to objectify men. People do that to women all the time."

OK, pronto, está bem... O rapaz que se considere objectificado. Eu antes já tinha tentado objectificar homens ao comer um Croque Monsieur e beber um Hugo; mas, claramente, fiquei muito aquém do meu potencial...

Georgetown, M St.

Cadys Alley, onde fica o Kafe Leopold

O meu Hugo

A minha sobremesa: estava muito boa, mas, de aprência, parecia muito melhor no expositor do que no meu prato.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.