domingo, 28 de junho de 2015

Preciso de uma cunha!

A Vera, que infelizmente não pode escrever no nosso blogue, mas de quem eu gosto muito e tem um sentido de humor fenomenal, partilhou no Facebook esta notícia sobre a Autoridade Tributária (AT). Alguém, no Fisco, decidiu que não era suficiente penhorar as gambas e o bacalhau de uma refeição fornecida por um restaurante, que deve ao Ministério das Finanças, a uma empresa. A AT na sua sapiência decidiu penhorar também o empregado de mesa que serviu a refeição. Eu cogito que a refeição foi servida em Fevereiro, logo quero acreditar que, por esta altura, já virou merda. É óbvio que só o empregado que forneceu a refeição é que se aproveita, logo isto foi um excelente serviço da AT. E é também uma maravilha surrealista!

Quando eu li isto, decidi-me imediatamente: quero imigrar para Portugal e quero ir trabalhar para a Autoridade Tributária para poder penhorar empregados de mesa giros. Por isso, meus amigos, preciso de uma cunha urgentemente. É que eu, em Portugal, não sou reconhecida pelo meu talento, logo tem de ser à base de cunha. No entanto, garanto-vos que eu sei penhorar empregados de mesa, logo sou muito qualificada para este trabalho. E, apesar de eu não saber fazer contas de cabeça -- preciso de papel e lápis --, sei programar em SAS, R, Stata, GRETL, e VBA para Excel. Também sei um bocadinho de SQL, mas não sou proficiente, mas eu aprendo rapidamente--em menos de três meses, estou treinada em qualquer coisa.

Obrigada pela vossa ajuda...

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.