sábado, 28 de novembro de 2015

Frases famosas 20

20. Îtygtgt. Duvida-se que seja famosa esta frase. Duvida-se até que seja uma frase. Mas uma vez encontrada, ou é ou não é famosa, e ou é ou não é uma frase, e só haverá pronúncia e veredicto quando chegada ao fim uma investigação.
Tem precedentes uma investigação deste género, logo não estamos perante o total desconhecido. Quando foi encontrada uma pedra com a gravação ydrfyyurfhg, as mesmas dúvidas surgiram. Mas ficou a saber-se, ou a ter-se como quase certo, que ou era o nome de alguém, posto que a pedra onde estava gravada poderia ser um marco funerário, ou não. Antes que uma nova investigação começasse, para determinar se era a pedra ou não um marco funerário, levantou-se a possibilidade de, mesmo dado o facto de estar gravada num marco funerário, concedendo-se a título hipotético que se tratava a pedra de um, ser ydrfyyurfhg uma frase, um voto aos deuses, um elogio, um epitáfio, até uma descrição daquilo que ocupou o morto em vida. Teria sido um general, e a frase então diria foi um general. Ou uma sacerdotisa. Alguém cuja existência terrena justificara um monumento sólido e resistente. Ou não seria mais do que o acaso o responsável pela sobrevivência do túmulo de um ferrador ou de uma mestra das primeiras letras. Mais uma investigação a levar a cabo, como se vê. Quem era e quem não era o habitante da tumba. Por enquanto, suspensa esta, continuou-se a outra, a de saber se ydrfyyurfhg era ou não uma frase. Contra esta possibilidade falava o facto de não haver separação entre letras, coisa que costuma acontecer com palavras e não com frases. Mas que havia contra a possibilidade de uma frase não exibir essa separação, perguntou-se. Não se encontrou nada senão o tal facto, o da separação, ser comum, mas que força tem uma razão destas, ora aqui está um assunto, mais um, a investigar. Também este ficou suspenso. Yy poderia ser um verbo, ydrf um nome, urfhg um adjectivo. O general foi desastrado, a mestra era impaciente. Talvez se tratasse de uma exclamação, quão cedo nos deixaste, e quão órfãos. De uma pergunta, quantos foram os cavalos que ferraste, quantas as preces que fizeste atender. Poderia ser uma frase sem gramática, e a mais excêntrica das hipóteses propunha que fosse o resultado de uma depuração de todas as frases possíveis. Uma vez removidos acidentes, ambiguidades, enfeites retóricos, palavras de etimologia problemática, teria sobrado esta, e esta seria a frase que diria tudo. Quem levou a sério esta hipótese propôs que se fosse mais longe e se pusesse esta outra, a de ser ydrfyyurfhg uma palavra, depurada de tudo aquilo que se disse acima e também da condição de frase que, ainda que sem gramática, faz depender as palavras umas das outras. Outro tópico para uma investigação ocupando séculos, o da monomania.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.