sexta-feira, 10 de julho de 2015

Best. Silly Season. Ever.

Não, este post não é sobre a Grécia, por isso continuem a ler por vossa conta e risco.

Esta entrada é um mergulho na psicose histérica que assola o futebol entre duas temporadas: aquelas curtas semanas entre a final da liga dos campeões e a supertaça cândido oliveira, em que a verdade e a mentira, o boato e o facto passeiam de mãos dadas pelas capas dos nossos jornais (e sites) desportivos. O que este ano faz a diferença é que a verdade e a mentira compraram um cabaz inteiros de cogumelos, e o boato e o facto consumiram mais LSD numa segunda de manhã que os Beatles e os Pink Floyds juntos na década de 60. Preciso de corrigir. Isto não é uma entrada, isto é uma ode ao que de mais patético e fascinante existe no nosso futebol: aquela parte do ano que não pertence a época nenhuma, mas que ainda assim consegue ser a única em que o futebol se discute com o mesmo fervor, seja Terça Feira ao meio dia ou Domingo ao fim da noite, seja a fonte da notícia um comunicado à CMVM, uma coluna do Correio da Manhã ou uma boca mandado por um tio meio bêbado na festa de anos do baptizado do nosso primo mais novo.

Para aqueles que ainda não perceberam o teor épico-trágico-patético desta parte do ano, aqui fica uma dissecação completamente ao calhas dos eventos mais relevantes das últimas semanas.

Capítulo Primeiro: Sporting, o Renascido


O Sporting começa a silly season de bomba atómica em punho e vai buscar o JJ que, aparentemente sempre foi sportinguista, e nem sequer olhou ao dinheiro (que ninguém sabe muito bem de onde veio). O único senão desta jogada de mestre foi o Sporting se ter esquecido que ainda tinha um treinador sob contracto por mais umas épocas. Um tipo jeitoso que até ganhou a taça e fez mais pontos com o Sporting que qualquer outro treinador este século.Mas a coisa lá  se resolveu: primeiro iam despedi-lo por justa causa por ter usado um sobretudo do Sporting num jogo da taça em Fevereiro mas depois lá o entalaram o suficiente até o homem não ter solução que não fosse rescindir por mútuo acordo de modo a não por em causa o seu próximo emprego (em termos de convenções da Organização Internacional do Trabalho, só não quebraram duas!) Tudo tranquilo.

De qualquer forma o Sporting tem o melhor treinador que passou por Portugal desde o Mourinho e por isso torna-se imediatamente mais perigoso - assumindo que o petróleo não seca e começam a ter que pagar em chiclas o ordenado do JJ a partir de Dezembro.

Mas a parte melhor é quando nos apercebemos agora que depois deste episódio épico, o melhor estava ainda para vir: 
O Sporting etretanto muda o Inácio de funções para abrir a vaga para elemento que claramente faltava para formar o tridente mais entusiasmante da história do futebol português: o grande, o único, o temível Octávio Machado, que andava tão afastado do futebol que da última vez que teve um cargo assinalável no futebol o símbolo da Adidas ainda era uma flor e os jogadores ainda usavam todos calções à John Stockton! Para os que ainda não perceberam esta adição, reza a lenda (isto é, diz o próprio Octávio) que foi ele o primeiro a falar do "Sistema". 
Mas porque chamar tridente ou santíssima trindade não é muito Sporting, o Bruno de Carvalho, qual matador, finaliza o hino ao futebol que foi a reformulação da estrutura do futebol do Sporting nas últimas semanas com o único coup de grace possível - contratando para a direção do departamento de scouting (ou departamento de olheiros para os mais tradicionalistas/portugueses), nas palavras do próprio Bruninho, "o pior funcionário que já vi no Sporting". Senhoras e senhores, do Alvaláxia para o Mundo, os Cinco Violinos do século XXI: Bruno de Carvalho, Octávio Machado, Augusto Inácio, Manuel Fernandes e Jorge Jesus!!! Se não ficam com uma lágrima no canto do olho ao ler estes nomes todos na mesma frase não são adeptos dignos do futebol português.

Infelizmente nem tudo são rosas para os lados de Alvalade, e aparentemente não vai ser possível ouvir o JJ a tentar dizer van Wolfsinkel todas as semanas, o Ewerthon já foi contratado e operado, e o Porto "roubou" o Danilo ao Sporting, naquilo que tudo indica foi um exercício de aquecimento enquanto se praparam para roubar o Maxi nas próximas semanas ao Benfica. (Ca%#$es!)

Neste momento o Sporting ganhar os próximos 6 campeonatos seguidos ou declarar falência nos próximos 6 meses são eventos não só de igual probabilidade, mas com probabilidades significativamente diferentes de zero. Só por isto a próxima época já vai valer a pena!


PS: Entretanto o Sporting contratou o Bryan Ruiz, um dos nomes mencionados naquela que é normalmente conhecida como a festa com menos drogas de sempre na história do futebol português. Junte-se isso ao Tanaka, e se calhar o  Bruno de Carvalho é menos original do que se pensa e o plano desde o início era fazer exactamente o que o Futre anunciou, mas com um bocadinho mais de bom senso e um bocadinho menos de piada (e/ou drogas).


Capítulo Segundo: O Benfica, de Ressaca


No meio disto tudo, os benfiquistas que tanto odiavam o JJ ficaram de boca aberta, e entretanto já fomos buscar um treinador com nome de águia, com fama de apostar em miúdos tal como o presidente promete desde 1963, e benfiquista a sério. - com esta tendência, é uma questão de tempo até o Pinto da Costa apresentar provas que o pai do Lopetegui o fez sócio do Porto assim que ele teve idade para aprende a cantar músicas dos Quinta do Bill.

O resto da pré-época tem sido bastante menos agitada que para os lados de Alcochete. O maxi está ameaçar dar uma de JJ e ir para o porto, mas os benfiquistas estãos mais ansiosos para ver a reacção dos adeptos do porto  se isso acontecer do que propriamente tristes, embora eu me sinta muito honestamente mais atraiçoado pelo Maxi do que pelo JJ, e eu fui (e sou) um defensor acérrimo do Jesus.

O Benfica tem tido a pré época mais aborrecida dos três grandes, e isso pode ser bom sinal (depois de ter escrito isto o Rangel veio dizer o mesmo, e fez-me pensar que se calhar percebo mais disto do que eu pensava). 
Além do mais há  claros sinais de encorajamento para os lados da Luz, como a contratação de dois marroquinos que prometem ser uma mistura da dupla Tahar/El Hadrioui (no que ao talento diz respeito) e da dupla Yuran/Kulkov (no que concerne à responsabilidade fora dos relvados)..
Para ajudar à festa o LFV mantém a promessa de apostar no Seixal na mesma semana em que o Benfica anuncia a contratação de 10 jogadores à CMVM de uma só vez. Acusem o presidente do que quiserem, mas não o podem acusar de não ser consistente. #LFV4ever

PS: Parece que "apostar no Seixal" tem sido mal interpretado, e na verdade se refere a vendas por valores exagerados de miúdos da equipa B que nunca se afirmaram na equipa A. Cavaleiro no mónaco por 15 milhões vai dar luta à venda do Cancelo - que segundo alguns sites está avaliado em UM milhão de Euros - na corrida pela prata na competição "negócio manhoso que um dia alguém vai ter que explicar" (Roberto, o ouro será para sempre teu!)


Capítulo Terceiro: No Porto, "business as usual"


Semana: I - O Porto vai ficar sem o Casemiro, o Danilo, o Torres. Com jeitinho o Alex Sandro e o Jackson saem, e lá se vai a espinha dorsal da equipa. O Lopetegui vai ter que construir meia equipa outra vez enquanto nós ainda não vendemos ninguém. #RumoAo35

Semana II - Parece que o Jackson sai mesmo. Pimba. Maxi no Porto? Nem pensar, isto são jogos de bastidores do agente dele...O porto vai pagar 20 milhões por um gajo do Marselha. O campeonato é nosso!

Semana III - Olha, roubaram o novo William ao Sporting mesmo debaixo das garras deles. Isto quando é aos outros tem muita mais piada! E o gajo do Marselha parece que é mesmo craque, e só vem para o Porto por desentendimentos em Milão...tu queres ver que estes filhos de uma... Casillas?! O quê!??! Tá tudo tolo???

Semana IV -  Isto do Casillas é a sério. E o maxi parece que vai mesmo acabar lá. Queres ver que vamos ficar em terceiro? Calma, respira, abre o site da bola, e relembra-te que o Varela renovou por três anos, porque é um jogador à Porto, com experiência da casa, na linha de lendas como Jorge Costa, Vitor Baía ou Bruno Alves. Mas em melhor, porque no ano passado conseguiu representar monstros do futebol europeu como o WBA e o Parma (que entretanto faliu).  E pode ser que o Maxi no Porto leve amarelos, e que o Casillas seja uma maçã podre no balneário com um salário 10 vezes maior que os outros. A esperança é a última a morrer!!

Capítulo Quarto: Cenas aleatórias que não cabiam nos três primeiros


Primeiro, em jeito de conclusão, este pode ser o campeonato mais nivelado por cima de que há memória. Mas como bom benfiquista quero é que o nivelamento se f%#a, desde que dê para a malta dar um saltinho ao marquês em Maio.

O Conceição, solidário com o Marco Silva depois de terem comido uma chouriça no Jamor a seguir à final da taça, lá conseguiu arranjar maneira de ser despedido por justa causa também. Entretanto o Paulo Fonseca já o substitui nesse grande clube que é o Futebol Clube de Braga.

Neste defeso clubes da primeira liga já transacionaram jogadores com nomes tão incríveis como: Esfoma, Alef, Bebé, Bazzoffia (a sério que não inventei este!), Roniel, Billal, Gideão, Crislan, Imbula, Nené Bonilha, Erick Irágua ou o grande Marco Baixinho!

Entretanto ,lá fora...

...o Chile ganhou em casa, o Messi continua em branco pela seleção, mas o único destaque da competição é obviamente a notícia: "Jara pode ser banido da Copa América por meter o dedo no rabo do Cavani". Será que lhe deram medalha na mesma?

Já os nossos miúdos perderam a final contra a Suécia, mas depois desta entrevista é díficl achar que os suecos não mereceram ganhar. Convém relembrar que este é o mesmo país que o Zlatan decidiu abençoar com a sua nacionalidade. Ganda Suécia!

E Julho só começou agora. Se isto na Grécia der mesmo pro torto, o Bruno de Carvalho vai andar a rir-se do Marco Silva o resto do mandato. Como diriam uns amigos nossos, é "um clube diferente"! 



Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.