sexta-feira, 17 de julho de 2015

Tão próximos e tão distantes

Estava a ler um pequeno texto na Bloomberg acerca da situação na Grécia estar a deteriorar-se tão rapidamente. Na peça há um gráfico que me fez dar umas gargalhadas. Sim, eu sei que os alemães ganham mais do que os gregos, mas mesmo assim não deixa de ser engraçado que, em termos de dívida pública per capita, estejam tão próximos uns dos outros.

Mas, mesmo rindo-me, há sempre uma coisa no fundo do meu pensamento: a Grécia é um país que pertence ao clube dos países mais ricos do mundo. Se este bloco não consegue encontrar uma solução para o problema sem destruir completamente a Grécia, então que esperança podemos ter para o resto do mundo?

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.