quarta-feira, 29 de junho de 2016

Expliquem lá isto...

O sistema de impostos é bastante diferente nos EUA, comparado com o resto da Europa. Por exemplo, nos EUA, não há deduções de despesa de renda; mas as despesas de juros na aquisição de casa própria são dedutíveis a 100% do rendimento sujeito a impostos. Julgo que quem olha para isto pensa que os americanos prejudicam as classes mais desfavorecidas e beneficiam as classes mais favorecidas, mas a verdade é um bocado mais complexa.

Em primeiro lugar, cada pessoa nos EUA tem direito a uma isenção. Para 2015, a isenção era de $4.000 por pessoa. Ou seja, um solteiro tem direito a $4.000 de isenção, uma família de duas pessoas a $8.000, de três pessoas $12,000, etc. logo esse dinheiro não está sujeito a impostos.

Em segundo lugar, temos de ver como funcionam as deduções. Em 2015, a dedução normal (standard deduction) para pessoas solteiras era de $6.300 -- isto é o valor mínimo, depois a pessoa compara este valor com as despesas que teve com coisas que podem ser dedutíveis. Por exemplo, no caso dos juros dos empréstimos para comprar casa, se a pessoa paga menos juros do que $6.300 por ano e não tem outras despesas dedutíveis, então a sua dedução é $6.300, mesmo que só tenha pago $5.000 em juros. Para um casal, a dedução normal é de $12.600, para 2015, logo só dá para deduzir as despesas de juros de compra de casa que estejam acima de $12.600, porque se estiverem abaixo, são apanhadas pela dedução normal.

Então façam lá as contas: uma pessoa solteira, nos EUA, só começa a pagar impostos se tem rendimento acima de $10.300; um casal com um filho, só começa a pagar impostos no rendimento acima de $24.600. (A realidade ainda é mais complexa, pois se as pessoas receberem seguro de saúde pelo emprego, o dinheiro que gastam no pagamento do prémio não está sujeito a impostos.)

No sistema americano, é possível que uma família não só não pague imposto sobre o rendimento, como ainda tenha a haver uma devolução de impostos que não pagou.

Então, no papel, diz-se que os americanos permitem deduções de despesas de juros com a casa, mas não permitem deduções de despesas com as rendas, logo pensamos que nos EUA, o sistema favorece a aquisição de casa própria muito mais do que o arrendamento. Só que os dados não demonstram isso, pois os americanos têm taxas de aquisição de casa própria que são mais baixas do que a grande maioria dos países da União Europeia:


Ver estudo aqui.

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.