terça-feira, 19 de julho de 2016

Incompleto

Não se pede o amor.
Recebe-se e dá-se,
Livre e sem pudor,
Como de flor se tratasse.

E todos os dias que passam,
Em todo o tempo que sucumbe,
As amarras que nos agarram
Ardem e desfazem-se no lume...

Sem comentários:

Publicar um comentário

Não são permitidos comentários anónimos.